Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Governo encerra Farmácia de Minas em Casa e pede que pacientes busquem remédios

O programa Farmácia de Minas, implementado em 2008 pelo governo do PSDB, está sendo desmantelado pelo governador Fernando Pimentel. Recentemente, o governo cancelou a modalidade Farmácia de Minas em Casa, que entregava, de graça, medicamentos de alto custo a pacientes em sua própria residência em municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo nota publicada pela coluna A.Parte (jornal O Tempo), o Núcleo de Assistência Farmacêutica, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), colocou os funcionários para ligar para os pacientes e informar que “deveriam comparecer à farmácia para pegar os medicamentos e garantir seu abastecimento”. Nenhum comunicado impresso foi feito e os funcionários foram orientados a negar que a entrega havia sido encerrada. A ordem, segundo uma fonte ouvida pela coluna, interromper o programa sem gerar material escrito, estratégia usada para dificultar a mobilização contrária ao desmantelamento do Farmácia de Minas em Casa. A SES não confirmou o encerramento, mas informou que o programa está sendo reformulado.

O programa atendia com entrega de medicação em casa pessoas portadoras de asma grave, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), esclerose lateral ou alterações no colesterol ou triglicérides. O atendimento presencial visava a minimizar o sofrimento dos pacientes com dificuldade de locomoção e diminuir a fila por remédios nas farmácias populares.

Publicado em 31 de Outubro de 2017