Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Servidores membros da Intersindical procuram a oposição para denunciar caos no Ipsemg

Representantes da Coordenação Intersindical, que reúne membros de sindicatos dos servidores de Minas Gerais, procuraram a oposição na Assembleia Legislativa de Minas Gerais para denunciar que o governo de Fernando Pimentel destruiu o Ipsemg e provocou um caos no atendimento à saúde do funcionalismo público do Executivo. Os sindicalistas pedem o apoio dos parlamentares para mostrar a situação caótica e cobrar uma solução do governo petista.

Atualmente, 7 mil pessoas, entre servidores e dependentes beneficiados, aguardam na fila por uma cirurgia eletiva no Hospital do Ipsemg (Hospital Governador Israel Pinheiro), em Belo Horizonte, e unidades hospitalares credenciadas. De acordo com os representantes, só está conseguindo se submeter a uma cirurgia quem consegue um mandado de segurança pública. Também faltam insumos básicos nos hospitais e os profissionais e técnicos convivem com um ambiente insalubre.

Hospitais, clínicas e laboratórios estão paralisando o atendimento aos beneficiados do Ipsemg por falta de pagamento do governo petista. Em Belo Horizonte, isso já aconteceu nos hospitais Luxemburgo e Vera Cruz. No interior, os sindicalistas citaram os exemplos de hospitais em Lavras e Varginha. Também por falta de pagamento do governo, o Cartão Medicamento, que concede descontos para o funcionalismo na compra de remédios em farmácias credenciadas, está suspenso desde o final de 2017 e não há previsão de retorno. Eles denunciam ainda a falta de diálogo do governo petista e dizem que não houve nenhum avanço para atender as reivindicações da categoria por melhores salários e melhores condições de trabalho.

Em meio a esse caos, o governo Pimentel só não deixa de descontar os valores da contribuição dos servidores (3,2% do salário) e a coparticipação.

Publicado em 7 de Fevereiro de 2018